domingo, 23 de outubro de 2011

Onírico.

Meus sonhos não morrem nunca,

Transformam-se vez ou outra,

Em nuvens para que eu possa contempla-los durante o dia,

Ou quando noite, em estrelas para reconfortar-me antes do sono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário