domingo, 16 de outubro de 2011

Menino

Nesses dias enfadonhos o menino afogou-se só de observar a maresia,

Eu disse: - Menino, aproveita o mar, mergulha e esqueça da vida, mergulhe nessa vida, outra tão logo não chega.

Mas não, o danado queria só observar...

Deixei-o na praia e me fui para os braços d'água,

Dei uma olhadela lá do meio do mar,

O menino tornara-se uma estátua de sal.

Na beira d'água.

Nenhum comentário:

Postar um comentário