quinta-feira, 23 de junho de 2011

É

É ser lua ao meio dia,

É ser sol à meia-noite,

Velar, observar, sem nada apresentar,

Imagem, tantas quantas se pode imaginar,

É

Ter tanto à dizer, que mais me vale o

Silêncio.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Frio

Um floco de neve todo frio,

Feito ao molde das nevascas,

Todo cheio de si,

Frio, de tão frio,

Navegava por entre os montes,

Na sua diária friolência,

Quando avistou ao longe uma pequenina idéia,

 Rubra,

Frágil, pequena,

Quente,

Chegou-se com sua prepotência,

Tocou na pequena

E

Derreteu-se todo.

Entender.

Compreender,

Se queres, desista.

A própria palavra já desistiu.

domingo, 12 de junho de 2011

Nuvem

Logo nos primeiros passos,

Já gritaram,

Menino, pare de sonhar,

Pés no chão rapaz,

Bem que tentei,

Mas meu chão é feito de nuvens.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Meio.

Por meio de, mediações, meia-hora, meio-copo, meio caminho andado, meio a meio,

Meio- cheio,

É                   

Meio- vazio.

Diálogos.

Falaram de mais, surtiram de menos,
Urraram de abissais segredos, dos mais secretos,
Galaporam por entre campos, não mais elíseos.
Arrancaram, o tão pouco, do tão nada que me restava.

Diálogos.

Dessas manhãs frias,  sobrou-me ascos, poucos.
Largaram tantos, enquantos tantos, largaram,
Ventos, daqueles, desses, tão mais loucos,
É chuva de verão, dessas que já passaram,

Falar por dois diálogos,
Faltar pela eternidade,
Saltar por entre mares,
Dizer da mente, para mente, enquanto mente.

Declaro-me fora deste, grande e parvo mundo,
E ainda mais,
Nada mais desinteressante do que o humano.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Dois

Mais dois dedos d’água e eu transbordo pra nunca mais voltar.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Moro

Meu poeta mora....

Entre o insano e o indignado.

Sentido

Sobre os sentidos,

Esses que todos carregam,

E tão pouco usam,

 Sentir,

Sem fazer sentido,

Não preciso da realidade,

De fugas dela, sim.

Um lugar em meio as árvores,

Pequeno sono inocente,

É necessário descartar o vazio

Meu vazio tão pessoal, moderno.

Preciso de seres humanos,

Tão mais Humanos,

Do que Seres.