domingo, 23 de janeiro de 2011

Poesia sem ente.

Andar descalço na estrada quente,

Sem beira nem eira,

Sem tênis, parente, patente,

Andar, plantar bananeira,

Sem algo, coisa, muito menos parente,

Sem pestanejar em tornar a leiteira,

Toda

Pela ladeira,

Digo mais,

Tente .

Nenhum comentário:

Postar um comentário