domingo, 19 de setembro de 2010

Inominável.

Cansaste de medir importâncias?

Cansei-me junto a ti.

Não mais me agrada citar valores,

As grandes coisas são tão irrelevantes quando vistas de cima,

As ínfimas são imensas quando vistas de baixo,

Surpreenda-me com algo que realmente importe,

Cansei-me da complexidade dos fatos,

Das filosofias distantes,

Dos abismos sociais,

Cansei de gritar em vão,

E em queda chegar a esse chão,

Cansei destas rimas, daquelas, de qualquer outra,

Já não tolero mesquinharias,

Sem delongas,

Sem enfeites,

Já não sei o que é belo,

Já não sei discernir o certo,

Nem mesmo o disperso,

Já não entendo de importâncias.

Cansei-me de cansar-me.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Cansei-me de cansar-me.
    De certa forma posso dizer o mesmo ¬¬'
    Missyou♥ ;*

    ResponderExcluir
  3. Sem palavras para os seus textos... um letreiro nato, ou melhor, um poeta e tanto!

    ResponderExcluir