terça-feira, 15 de junho de 2010

Tão eu.

Sou o dono das horas,

Sou dono de todo e qualquer dono, chefe de todas as idéias,

Pai, patrão de toda razão que foge ao convencional,

Não sou de formas, gêneros; não sou de amar as cores de face oculta,

Para dizer-lhe verdade toda, nem vi, se ela incolor é, e invertida está, nem reparei camarada.

Cansei-me dos poucos, sou feito e dado a muita emoção, muita vida, muitos sentimentos; nada de goles rasos,

Não fui feito para limites,

Eu atravesso paredes,

Derribo grades,

Sou

Gerado nas asas das palavras,

Fui feito a imagem da liberdade,

Nada de calmaria dos lagos,

Sim,

Agitação das ondas,

Movimento de viver, sobre viver, enquanto vivo.

Um comentário:

  1. Nossa..... me identifiquei bastante... Sem palavras... principalmente na parte: "Cansei-me dos poucos, sou feito e dado a muita emoção, muita vida, muitos sentimentos; nada de goles rasos,"

    :X

    ResponderExcluir